21 setembro 2009

Bissexualida = Romance?

Eu nunca tinha entendido direito a bixessualidade. Não que eu tivesse algo contra, mas havia uma parte de mim que não ligava os pedaços, entende? Ou você gosta de homens, ou de mulheres, é o que pensava a vovó aqui. Eu entendia os heterosexuais, e os homosexuais, como sendo casos lógicos e transparentes, mas a bixessualidade não encaixava. Vovó adimite, ela achava que os bissexuais eram pessoas que não sabiam o que queriam.


Acontece que esses dias atráz, eu peguei o fim de uma reportagem/documentario na GNT que falava sobre a bissexualidade objetivamente.


Não vou entrar em detalhes, sobre as abordagens do programa e tudo o mais, porque eu realmente não assisti muita coisa. Mas o que me chamou a atenção foi uma frase, da narradora, que pôs um monte de coisas no lugar na minha cabeçinha aqui.


"Eles amam a pessoa, não a sua genitalia"

Ou seja, eles não se importam com os meios sexuais, mas sim com o que a pessoa tem por dentro, homem ou mulher. Eu adimito, eu nunca tinha olhado a coisa por esse ponto. Se nossos amigos podem ser homens ou mulheres, porque nossos parceiros não poderiam? Se o que importa é o coração, por que é relevante o que se têm entre as pernas? Claro que não é prova de nada, mas isso não mostra que para um bissexual, o sentimento é sim mais importante do que o sexo?


Perguntas sobre a minha sexualidade serão desprezadas, hehe =)