12 outubro 2009

As vezes somos humanos

Nem sempre o blogueiro escreve pensando nos comentarios. Nem sempre a gente acha que os leitores vão se apaixonar e ficar ali para sempre. Mesmo porque, é mito. Não existe maneira segura de prender um leitor, por melhor que seu conteudo seja. Se fosse possivel, não seria tão dificil. Nós sabemos disso. Deveríamos. 
Tem dias que eu posto e penso: "Que especie de pessoa com problemas vai gostar disso? Quem é que vai entender?" Por que as vezes, eu não entendo tudo o que eu penso e sinto. E eu escrevo assim mesmo.

"Fodam-se os outros"? Na verdade não. É que, como todo mundo, eu tenho humor instavel, eu rio e choro, e quero gritar e me decepciono. E eu estou a busca de alguma compreenção. Eu sou insegura como você é, e eu preciso de alguma confiança, algum consolo. É bom imaginar que algém se identifica com aquilo que você diz, que em algum lugarzinho, você tem um partidario. Ninguém está lutando sozinho. Todos precisam de ajuda. 

As vezes é irritante ouvir os outros reclamarem. Mas não dá pra ser sempre perfeito, por mais que se tente. Nós tentamos, mas "não rola". Nos escrevemos para sermos compreendidos. Para poder dizer para alguém, o que a gente sente, pensa, quer, teme. A maior tag do meu blog não é coincidencia.